set 19, 2017 / por Ricardo Ventura / Nenhum Comentário

Nosso dia-a-dia é quase sempre o resultado da comunicação verbal. Não tem outro jeito, se queremos algo, pedimos, respondemos, observamos, reclamos ou elogiamos, tudo está lá nas palavras.

Portanto, melhorar seu poder de convencimento, assim como conseguir se dar melhor na hora de passar para frente simplesmente aquilo que quer, tudo passa pela comunicação de seu modo mais puro e simples.

Porém, às vezes, em momentos em que você não consegue algo ou se sente mal entendido, essa sensação de simplicidade fica para trás. E se é difícil entender como isso acontece, mais difícil ainda é conseguir corrigir e descobrir onde estão os erros.

Confira então sete dicas de como melhorar sua comunicação verbal e tornar suas palavras, expressões e vontades, muito mais eficientes.

7 dicas para melhorar a comunicação verbal

  • Seja receptivo – Faça com que a outra pessoa se sinta bem antes mesmo de você começar uma conversa. Um “Bom dia”, “com licença”, e até aceno de cabeça ou apresentação fazem com que o interlocutor se sinta mais confortável e confie mais em você.
  • Encontre conexões – Enquanto estiver conversando, procure detalhes que te conectam a ela. Sejam hobbies, gostos, viagens, detalhes, enfim, faça disso a porta aberta para uma nova conversa.
  • Sempre veja o lado bom – Não importa o estado de espírito do interlocutor, seja positivo, encontro a esperança e celebre o lado bom das situações que estão sendo conversadas. Ninguém quer alguém apontando defeitos e erros. É claro que isso não significa negar os sentimentos da outra pessoa.
  • Tom de voz – Tenha sempre em mente que grande parte do significado de uma palavra ou expressão vem atrelado ao jeito com que eles são ditos. Existem limites tênues entre a agressividade e leveza, entre a sinceridade e a ironia. Uma boa dica é deixar bem claro o seu tom de voz, se quiser ser feliz, seja muito feliz e não deixe espaço para qualquer tipo de interpretação errada.
  • Ouça – Essa talvez seja a dica mais importante, ao mesmo tempo é a que menos gente consegue realizar inconscientemente. Não interrompa, não imponha sua opinião e preste atenção, escute os argumentos e retire dali as informações úteis para continuar a conversa.
  • Procure pelo “não verbal” – O corpo fala o tempo todo, então procure por esses sinais. Às vezes, a linguagem corporal pode te dar muitas dicas de como a pessoa está se sentindo. Procure eles e encontre caminhos por onde “entrar” melhor na conversa
  • Feedback – Tenha certeza de que a pessoa está te entendendo, pergunte a ela, se interesse por ela estar entendendo tudo que você está falando e passando. Se for preciso, pergunte se está sendo claro e se ela tem alguma dúvida.

Nunca esqueça a importância da expressão verbal

Mas talvez a maior das verdades é que quem não se comunica tem tanto uma dificuldade enorme de viver o cotidiano, como ainda perder um tempo e energia valiosos. Muitas vezes ser entendido logo de cara resolve diversas situações.

E duvido que alguém queira ficar mais tempo que é preciso em um só assunto ou travado em meio a um problema que poderia ter sido resolvido com uma única frase bem dita lá no começo.

Por isso, se existe algo importante para se dar bem em reuniões, vendas e na vida profissional é a comunicação. Ela é importante na vida pessoal, no dia-a-dia, no cotidiano, na mesa da bar, com os amigos, na hora da sedução ou apenas no mais simples dos pedidos, que somos botados em prova. São nesses momentos em que você está menos preparado que você descobre se realmente está em dia com sua comunicação verbal.

Tudo está nas palavras e se você não souber usá-las, fica difícil conseguir qualquer coisa.

Mentoria para Treinadores e Palestrantes

Apenas 10 alunos por sala clique aqui

Comentar via Facebook