jan 12, 2018 / por Ricardo Ventura / Nenhum Comentário

Será que você já pensou em embarcar em uma vida política? Ou, talvez, você já pensou como políticos manipulam as pessoas através da fala? Será que você conhece todas artimanhas de um discurso político? Talvez não! E, por isso, hoje eu vou revelar para vocês alguns segredos por trás dessas ideias.

E esse será um texto que poderá te ajudar caso você tenha vontade de embarcar em qualquer tipo de candidatura política. Facilitará o caminho de quem não imagina a quantidade de meandros que existem.

Portanto, é melhor prestar atenção.

Como funciona um bom discurso político!

A primeira grande verdade do discurso político é que absolutamente tudo é um discurso político. Em época de campanha, debates, declarações, entrevistas para todos lados, redes sociais e qualquer tipo de respostas, tudo é discurso político e não entender isso é o mesmo que jogar fora seu voto.

Por isso, quando o assunto é falar com o público, um candidato nunca deve fugir de nenhuma resposta. Se uma pergunta é feita, o que você deve fazer é responde-la. Não ser irônico e nem finja que todos já sabem a resposta, o ideal é responder.

E quando você se der de frente com uma questão importante, seja firme e se posicione. Quanto mais claro for seu posicionamento, mas intimidado ficam seus adversário, assim como seus eleitores confiam mais em você.

Uma dica nesse momento é se posicionar junto com seu eleitorado. “O povo quer isso”, “essa parte da população não aceita mais que isso seja assim”. Traga todos para perto de você. Além de apresentar pessoas que validam seu posicionamento, você cria uma comunidade em torno das suas ideias.

Entretanto, se no final das contas. você não conseguir responder com honestidade sobre um desvio de verba ou algo parecido sem se incriminar, bom, você não devia é estar se candidatando a nada.

Bons discursos políticos evocam a emoção

Mas existe um jeito ainda mais eficiente de chegar diretamente dentro de seus eleitores: a emoção.

E a primeira dessas ferramentas para emocionar seu interlocutor é você mesmo e toda sua linguagem corporal e oral. Um candidato que convence o faz com palavras fervorosas e gestos amplos que não deixam que ninguém não o enxergue.  E se a ideia é sensibilizar seu público, sinta aquilo que está dizendo, seja embargando sua voz ou até mesmo deixando claro tudo que está sentindo.

Bons discursos políticos despertam emoções!

Por outro lado, em momentos de estabilidade isso acaba não funcionado tanto, já que nessas horas, sai ganhando quem apresenta um comportamento muito mais equilibrado, claro e sóbrio. Mas é claro que você pode trazer a emoção para os momentos de sobriedade. Mostrando que você não é um robô sem emoções.

Alta intensidade de sua retórica serve apenas para conquistar um público que teme o cenário que o cerca. Quando o assunto é credibilidade sem precisar “salvar ninguém”, o melhor é escutar quem está mais perto da razão.

Um exemplo claro desses dois tipos de discursos aconteceu recentemente nas eleições dos Estados Unidos. De um lado, Hillary Clinton, candidata da situação, por não poder enfrentar os problemas do governo atual, seu discurso era obrigado a ser linear e sem emoção, muito diferente de Donald Trump, que apontava uma crise profunda, pode usar seus discursos intenso e linguagem violenta para conquistas seu público.

De qualquer jeito, o mais importante disso tudo é entender que o discurso político não deve ser mais do que uma extensão de suas ideias. Ele precisa ser argumentativo e bem construído, assim como deve ter consigo uma carga poderosa de persuasão. E nunca esqueça, é preciso que ele parta de algo importante: seu ponto de vista.

Não adianta tentar enganar seu eleitor, é preciso ser sincero e mostrar que aquelas palavras representam você e sua ideias. E se você quer mesmo embarcar em uma vida política, tenha em mente que é importante ser verdadeiro e não querer enganar ninguém. E como eu disse lá para cima, se você não conseguir fazer isso, então não está preparado para nenhum cargo político.

Mentoria para Treinadores e Palestrantes

Apenas 10 alunos por sala clique aqui

Comentar via Facebook