jan 03, 2018 / por Ricardo Ventura / Nenhum Comentário

Um bom discurso pode mover milhões. Mesmo que as intenções não sejam boas. E acredite, o que não faltam são pessoas que sabem muito bem disso e se apoderam dessa capacidade para transmitir algumas ideias e intenções que podem ou não serem as melhores.

Grandes nomes da história como Jesus, Gandhi, Martin Luther King e até Steve Jobs fizeram desse poder de comunicação um fator que mudou o mundo, assim, como mais recentemente, a política brasileira e mundial lida com grandes comunicadores como Lula, Jair Bolsonaro e Barack Obama, sem contar gente que alguns anos atrás lideraram nações com suas palavras, como Getúlio Vargas no Brasil e Che Guevara em Cuba.

Ditadores terríveis, como Hitler, conseguiram ir ainda mais longe que todos esses outros, criando um verdadeiro massacre à partir de suas palavras. Tudo isso, porque é absolutamente possível indicar que qualquer tipo de multidão faça exatamente o que você quer ou pensar do jeito que você pensa.

E tudo isso simplesmente com algumas simples técnicas bem empregadas e aplicadas. Pessoas que souberam criar uma comunidade ao seu redor, que despertaram emoções e alertaram urgências que faziam parte de suas agendas.

Confira então algumas dessas técnicas para que você também mova multidões.

Dicas para um discurso que motive multidões

  • Seja uma autoridade – Todo mundo tende a obedecer àquelas outras pessoas que, por alguma razão qualquer, é considerado uma autoridade naquele assunto. Se você quer ser escutado, estude, se especialize, crie experiência no assunto e obtenha para você esse status de autoridade. Faça com que as pessoas te enxerguem dessa forma!
  • Seja socialmente aceito – A maioria das pessoas tem medo do desconhecido, e não há jeito melhor de deixar de ser um desconhecido do que ser indicado por amigo. A segurança de ter a confiança comprovada por alguém próximo a ela, sempre é o resultado mais rápido para que você seja aceito.
  • Use a reciprocidade a seu favor – Dê algo de valor para quem está te escutando, seja uma informação, seja uma experiência ou até apenas uma lembrança. Faça com que aquela pessoa se ache especial por estar com você naquele momento, atribua valor a ela e veja ela retribuir isso com atenção.
  • Jogue com a culpa – As pessoas sentem culpa nas situações mais inusitadas e diversas. Grande parte dos refrigerantes diets e “zero” são consumidos por quem já exagerou no resto da refeição e quer “equilibrar”. Faça com que o inconsciente das pessoas “compre” seu discurso por se sentira culpado caso não faça.
  • Escassez – Pode ter certeza, tudo que é exclusivo, raro ou único é mais caro. Quanto mais aquilo é o último, mais as pessoas vão lutar por ele. Demonstre em seu discurso o quanto aquele conteúdo é exclusivo, o quanto aquelas ideias são suas e só aquelas pessoas tem como recebe-las. Se torne exclusivo diante de sua plateia.
  • Encontre um inimigo comum – Lembram-se daquele ditado que diz que o “inimigo do meu adversário é meu aliado”, pois é. Faça com que aquelas pessoas encontrem um inimigo em comum entre todos eles e você. Se você venceu um inimigo deles, seja uma crise, um medo ou uma situação complicada, você se torna um aliado natural. Basta ver o discurso da extrema direita sobre imigrantes em boa parte da Europa.
  • Desenvolva rapport – Faça com que sua plateia se enxergue em você, afinal, todos querem estar perto de pessoas semelhantes, todos querem se sentir familiarizados com o grupo no qual está se inserindo.

Um bom discurso público mexe com emoções!

Mas sobre tudo isso, um bom discurso público é aquele que toca sua audiência, que faz com que cada pessoa naquela multidão se sinta única. Como se aquelas palavras estivessem sendo ditas para elas.

E quem conseguir entender isso e dominar essas técnicas se tornará um comunicador completo e conseguirá mover milhões à partir de suas palavras, mesmo que as suas intenções sejam péssimas!

Mentoria para Treinadores e Palestrantes

Apenas 10 alunos por sala clique aqui

Comentar via Facebook