Existem diversos jeitos de aprender como melhorar as vendas. Ajustes, técnicas, dicas, mudanças. Tudo pode ser aquele detalhe que era necessário para transformar o fracasso em sucesso ou até o sucesso em um sucesso maior ainda. Portanto, melhorar é sempre uma obrigação.

O estagnado pode até conter essa ideia de que tudo está sendo feito de modo eficiente e fortalecido, mas quase sempre esconde problemas que travam voos mais altos. Talvez uma situação confortável possa ser, ante de qualquer coisa, uma falta de jeito melhor para chegar mais além.

Quando o assunto são vendas, isso pode ser ainda mais perigoso. Ficar parado pode significar o fracasso. Um bom vendedor, ou equipe, líder ou empresa, sabem que quando o assunto são as vendas, é preciso melhorar sempre.  É preciso identificar esse limite e não permitir que ele se torne um impedimento. Ultrapassá-lo é sempre o único jeito de estar sempre disposto a melhorar.

Talvez isso sempre leve a um diagnóstico claro de falta de persuasão. Esqueça o viés negativo, estamos falando de convencer e abrir as portas do produto para seu cliente. Quando existe persuasão, não existe força, mas um canal de comunicação muito mais bem encaixado com quem irá obter seu produto ou serviço.

11 dicas de como melhorar as vendas através da persuasão

1 – Fuja de uma discussão

Não discuta com seu cliente. Se ele não concorda com você ou você não concorda com ele, siga em frente e busque outro tipo de aproximação. Encontre um ponto em comum, dê razão para ele e reafirme o acordo. Não existe vencedor em uma discussão, portanto, não tente vencer nem provar nada.

2 – Não seja teimoso

Se errou, reconheça e siga em frente. Peça desculpas, demonstre humildade e aponte o equívoco. Melhor ainda, abra essa porta de confiança entre você e seu cliente.

3 – Faça com que a pessoa diga “sim”

Existe uma teoria de que quanto mais cedo na conversa o cliente disse “sim”, mais ele fica acostumado com isso e mais fácil repetirá a expressão. Portanto, busque um questionamento simples para que ele responda afirmativamente, faça com que ele mantenha esse “ritmo” até o final da negociação. No final, o “sim” mais importante virá com mais facilidade.

4 – Deixe os outros falarem

Ouça, entenda, pense a respeito. Quanto mais o cliente falar, mais ele estará a vontade e mais ele sentirá confiança em você, afinal, você se torna um bom ouvinte. Não interrompa, apenas se interesse e tire dali as perguntas que virão.

5 – Olhe através do ponto de vista do cliente

Tente enxergar o que ele acharia atrativo em seu produto ou serviço, não force isso. Busque olhar através dos olhos dele e adapte cada aproximação e persuasão.

6 – Crie um drama

Não uma história triste, mas uma história. Use storytelling para chamar ainda mais a atenção de seu cliente. Mostre seu produto ou serviço como um herói enfrentar o vilão da necessidade de seu cliente.

7 – Instigue

Muitas vezes, as possibilidades acabam e o que sobra é o bom e velho desafio. Faça com que seu cliente tenha a impressão de que seu produto seja a única solução para enfrentar uma solução que desafia ele. Apela para o sentimental.

8 – A “Regra da Reciprocidade”

Todos retribuem favores, então, se quiser facilitar o “sim” no final, ofereça algo logo de cara. Talvez uma vantagem, brinde ou apenas um café ou uma água. Dê algo em troca.

9 – A “Prova Social”

Pessoas tendem a se sentirem mais confortáveis em grupos onde enxergam semelhantes. Portanto, mostre que essas pessoas ao redor de seu cliente já obtiveram o produto ou, pelo menos, têm o mesmo problema a ser solucionado. Melhor ainda se encontrar figuras importantes e bem sucedidas para usar de exemplo.

10 – A “Escassez”

O cliente se apega mais rapidamente a algo que está no fim ou uma oportunidade imperdível que só poderá desfrutar agora. Portanto, use isso a seu favor, mas nunca engane, seja sincero e crie oportunidades únicas para cada cliente.

11 – Flexibilidade

Em outras palavras, se adapte. Cada cliente tem suas demandas, necessidades e vontades. Encaixe seu produto os serviço naquilo que ele necessita. Tenha alternativas e mostre que você, realmente, quer vender seu produto para ele e, para isso, estaria aberto a qualquer tipo de flexibilidade.