A mente humana é um sistema complexo e que faz as maiores maravilhas para seu “dono”. Mas não se engane, o outro lado também consegue enxergar esse sistema. Quando isso acontece, manipular a mente humana se torna algo simples. Portanto, a responsabilidade se torna igualmente grande.

Você pode convencer ou criar a falsa impressão de livre arbítrio em situações que todos poderiam duvidar, e isso vai desde a sedução até um papo de bar, passando, é lógico, pela vida profissional, onde vender ou “ler” um cliente te ajuda a aumentar seus lucros.

Mas não tenha medo de achar que está fazendo algo prejudicial. Se você tiver intenções honestas, entregar o produto (ou serviço) ou, simplesmente, economizar o tempo de todos e pular as argumentações contrárias. Você não está fazendo nada de errado. Manipular para ideias escusas é uma opção do manipulador e tem a ver com a índole dele, não com o processo.

Usando a mente humana a nosso favor

A grande verdade é que, sem a manipulação, conviver em sociedade seria tremendamente problemático. Mesmo que instintivamente, todo mundo já manipula, “aperta o botão” da pessoa na hora certa, elogia antes de criticar, sabe a hora certa de falar com o chefe ou com sua esposa ou marido. Tudo isso é um modo natural de tentar fazer com seu pedido seja mais facilmente aceito.

O problema é que a expressão “manipulação” ainda é prejudicada por uma visão pejorativa, o que leva todos a logo entender que ela é algo ruim e que é feita para prejudicar as pessoas, quando na verdade é apenas um mecanismo que “conversa” com o subconsciente.

Muita gente então recorre ao “progresso induzido” para facilitar a ideia de que não está fazendo nada de errado, mas acredite, isso é pura manipulação. E não é ruim, é apenas um jeito de aceitar uma possibilidade que não tinha aceitado antes. E acredite, “progresso induzido” é tão mais leve que deve ter gente que adoraria passar por isso.

Na verdade, o “progresso induzido” é, justamente, um modo de manipulação onde você demonstra para a pessoa que é possível ter algo em troca caso ela siga comprando ou seguindo aquele caminho. Lembra daqueles selinhos que os supermercados adoram dar e podem ser trocados por uma panela? E aqueles cartõezinhos de fidelidade onde no fim de 10 cafés você toma um de graça?

O importante aqui é te colocar na cabeça que é possível ganhar algo que você quer, precisa ou admira, pela ilusão do “de graça”. E isso vai ainda mais longe, já que todo mundo já jogou algum jogo onde perdeu uma enorme quantidade de tempo pegando moedas, orbes ou fichas, mesmo que elas não sirvam para nada no final das contas.

A manipulação da mente humana é uma ferramenta poderosa

A manipulação é feita de modo muito mais sutil e coloca em dúvida até nossa própria percepção. Temos a impressão de liberdade, mas nossas decisões são sempre o resultado de uma série de influências que são bombardeadas em todos.

Mas será que é tão importante identificar quando está sendo manipulado? E isso é possível? A resposta para as duas perguntas pode ser “não”, já que você estará sempre sendo manipulado, portanto, perder tempo tentando identificar, analisar e lutar contra isso é um trabalho dispendioso demais e que não vale a pena. O importante aqui é entender quando isso é feito para te prejudicar ou de modo a se aproveitar de você ou das pessoas ao seu redor.

Já se é possível identificar tudo, pior ainda, já que sua mente não consegue nunca fugir de tudo que a atinge e a faz tomar decisões inconscientes.

Portanto, talvez o mais importante seja tentar conhecer o máximo possível de mecanismos, ferramentas e possibilidades que têm em mãos para manipular, influenciar e ajudar as pessoas a chegar onde você quer.

Como manipular a mente humana com dicas práticas

Olhe nos olhos das pessoas

Se você quer convencer alguém de algo, olhe bem nos olhos dela. O contato visual é a forma mais natural de despertar confiança.

Exerça o toque

Não se exceda, mas um tapinha nas costas, ou um abraço, por exemplo, faz qualquer um “baixar a guarda” e estar mais preparado para confiar.

Faça uma lista

Se você sabe o que quer e onde quer que a pessoa chegue, faça uma lista de passos e possibilidades, esteja preparado e demonstre isso.

Comece por algo pequeno

Se você quer pedir alguma coisa maior, tente “abrir essa porta” com algo menor e que a pessoa realizará com facilidade. Crie essa ligação de confiança com uma pequena troca de favores.

Provoque um “não” maior

Se você acha que a pessoa recusará, peça algo muito maior e mais complexo. Faça ela negar isso, o que a fará sentir que, em nome da confiança, não será interessante continuar te negando pedidos, o que a fará aceitar o pedido.

Fale devagar e relaxado

Pense no quanto a hipnose usa desse recurso. É lógico que você não vai hipnotizar ninguém, mas é bom para entender o quanto sua mente lida melhor com um tom amigável e relaxado. Mas lembre-se: é importante estar no mesmo ritmo da outra pessoa. Se ela estiver acelerada, você também precisa estar!

O progresso é mais importante

Se você quer colocar uma pessoa no ritmo, embarque em uma sequência de tarefas simples e que possam ser feitas sem esforço. Quanto mais progresso ela tem, mais tem a impressão de que seu trabalho está dando resultados. Quanto mais tarefas feitas, mais energia para um esforço maior e mais complicado.

Campo visual

Entendea como funciona o campo de visão. Atraia o que você quer que a pessoa veja para um lugar onde ela vai ver, seja em um menu de restaurante, em uma prateleira ou até um documento.

Procure uma resposta completa

Se você faz uma pergunta e a pessoa responde de modo mais simples do que você gostaria, continue olhando para ela sem falar nada, muito provavelmente ela continuará falando e, consequentemente, completará o que você quer ouvir.

Você pode plantar uma ideia

Um dos jeitos mais eficientes de sugestão é, justamente, plantar uma ideia através de uma pergunta. Invés de perguntar “o que você acha dessa camisa?”, pergunta “o que tem de mais bonito nessa camisa?”. Se você quer realmente que a pessoa se interesse pergunte “quais a vantagens você enxergar nessa projeto?”. A ideia de “ser bonita” ou “ter vantagens” fica tão grudada na mente da pessoa que ela enxergará essas qualidades.

Deixe os obstáculos para o final

Algo muito complicado faz todos perderem a vontade, mas quanto mais perto a pessoa está do sucesso final, mais fácil de colocar um obstáculo que a fará ter a energia renovada. A motivação para essa arrancada final vem, justamente, da pessoa já conseguir ver o final e não se permitir desistir naquele momento.

Mas mostre que há uma razão para isso

Não existe esforço sem objetivo. Se a pessoa não enxerga uma razão para fazer aquilo, nunca continuará fazendo. Mostre que no final do esforço há algo que valorize essa jornada. Quando você enxergar que é possível melhorar algo com esse esforço ou alcançar algo almejado, tudo fica mais motivado.

Ensine

Se você tem dificuldade de decorar um conteúdo ou não consegue lembrar algum detalhe de alguma matéria, ensine alguém sobre esse assunto. Quando começar a falar verá que os detalhes virão com naturalidade, já que sua mente começa a funcionar.

Deixe alguém impressionado

É normal que as pessoas se lembrem muito mais daquilo que você fez e provocou um sentimento, do que algo que disse. A ação vale mais, portanto, impressione.

Fique em silêncio durante uma discussão

Se você quer que a pessoa pare de brigar e depois ainda sinta que exagerou, pare de falar. Pode ser difícil, mas isso sempre faz com que o resultado da discussão seja mais tranquilo e ninguém fique muito bravo.

Um bom aperto de mão

Se você quer que alguém confie em você logo de cara, tenha um aperto de mão firme e convidativo, não seja agressivo e não invada o espaço da pessoa.