set 22, 2017 / por Ricardo Ventura / Nenhum Comentário

Comunicação é a garantia de sucesso. Simples assim! E uma boa oratória é uma ferramenta importante para isso, ainda que não seja única, já que é preciso misturar isso a técnicas de persuasão.

Portanto, antes de qualquer coisa é preciso entender o que é essa tal de oratória.

Em linhas gerais, a oratória é como um conjunto de técnicas misturadas a algumas regras que auxiliam o comunicador a criar melhores discursos e apresentações mais convincentes.

E isso tudo não tem nada a ver com timidez, mas com muito treino e prática. Portanto, comece logo a entender como tudo isso funcione e deixe sua comunicação ainda melhor e mais eficiente.

Uma boa oratória é essencial há séculos

Curiosamente, a oratória nasceu há muitos e muitos séculos atrás (lá pelo quinto a.C.). Naquela época, ela surgia como uma técnica para auxiliar os advogados enquanto lutavam pelas propriedades e posses de seus clientes. O problema é que eles “perdiam” seus bens para alguns tiranos e déspotas, o que obrigava os advogados a terem um poder de convencimento enorme.

A oratória nascia então como uma ferramenta para convencer seu interlocutor de algo. E ela se montava através de quatro pilares. O primeiro deles é que o orador precisa ser preocupar com o que estava apresentando; em segundo lugar, começou a obrigar as pessoas e se apresentarem de modo convincente, levando em conta sua postura; na sequência, preparar bem sua imagem especialmente para aquele momento; por fim, o poder que tinham para argumentar, conseguir montar uma defesa sólida e colecionar fatos, o que lhe dava segurança.

Como fica fácil de perceber, nada mudou muito nos últimos séculos.

Como ter uma boa oratória

Mas para sua oratória ficar mais completa é interessante abrir seu leque e entender como funciona o poder de persuasão. Ainda mais quando ele é decidido através de certos fenômenos.

E o primeiro deles é o “rapport”. E resumindo, essa expressão que vem da França é como um “espelhamento”. Quando você consegue se enxergar em seu interlocutor e ele faz o mesmo com você. Em pouco tempo, isso faz com que você confie na pessoa de modo quase cego.

Uma boa oratória é essencial para se destacar!

Por isso, se quiser ser persuasivo e fazer com que sua oratória seja ainda mais eficiente, preste atenção em quem está a sua frente. Expressão corporal, postura, sensações, modo de falar, enfim capte isso e tente copiar de modo sutil.

E faça isso em parceria com sua própria linguagem corporal. Sua influência começa bem antes das palavras, começa com seu jeito de se portar. O que você está falando deve ser uma continuação do que seu corpo está dizendo.

Uma outra obrigatoriedade da persuasão é ser objetivo e não deixar nunca que a conversa se torne maçante. O que não permite que isso seja confundido com simples insistência ou imposição.

Quando você diz para uma pessoa fazer algo já que, caso não faça, não terá alguma outra coisa, o que você está fazendo é imposição. Já quando você demonstra o quanto aquela pessoa vai ganhar fazendo aquilo, os benefícios daquela ação e o quanto aquilo será bom para ela, ai sim estará persuadindo.

Milhões de argumentos soltos e empilhados podem não servir para nada, já que o que o seu interlocutor quer para ser convencido pode ser apenas uma frase ou um argumento que possa parecer simples para você. Por isso é tão importante conhecer a outra pessoa.

E a garantia do sucesso está nesses detalhes, por isso, quanto mais à vontade você estiver com essas técnicas, mais fácil você verá seus esforços se transformarem em sucesso. Verá então o quanto sua oratória pode ter resultados impactantes e sua persuasão pode conquistar qualquer um.

Mentoria para Treinadores e Palestrantes

Apenas 10 alunos por sala clique aqui

Comentar via Facebook