Uma boa ideia pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso. Mas mais importante que isso, vender uma ideia precisa ser um processo seguro e atrativo. Afinal, suas ideias precisam chegar em seus investidores, convencê-los e ainda evitar que isso caia em mãos erradas.

Uma ideia pode facilmente escorrer pelas suas mãos e acabar caindo nas mãos de outra pessoa. Por isso, qualquer cuidado é pouco.

Ter essa ideia é apenas o começo. Saber o que fazer com ela e ainda por cima ter todo cuidado para que não se perca por aí são dois pontos importantes e que não devem nunca serem deixados de lado.

Vender uma ideia pode ter suas dificuldades

Mas uma boa ideia antes de qualquer coisa precisa ser vendida. E a primeira coisa que você deve fazer é entender que ela precisa se encaixar em uma oportunidade. É importante deixar muito claro para seu investidor que existe uma oportunidade naquela ideia e que ela pode ser explorada.

Melhor ainda, ampare essa possibilidade dele ver resultados a partir de dados do mercado. Resultados de empresas semelhantes ou de ideias que foquem no mesmo grupo de consumidores. Mostre que você conhece o mercado, suas nuances e potenciais. Se mostre confiante diante do cenário onde você pretende carregar seu investidor.

Porém, o que mais enche os olhos é mostrar uma solução para um problema. Apresente as necessidades desse mercado e problemas que seus compradores poderão ter, complete isso com o modo como sua ideia resolve esse problema.

Nesse mesmo ponto, deixe claro aquilo que diferencia sua ideia dos demais produtos semelhantes no mercado. Mostre o quanto seu produto é único. E quanto mais diferenciais e ineditismo, mais inovadora soará sua ideia.

Feito isso, você terá a atenção de seu investidor, mas não desperdice isso. Faça uma proposta clara e que mostre segurança. Baseie isso em números, resultados, possíveis crescimentos e necessidades do mercado, aumento da equipe, planos de distribuição, divulgação, enfim, deixe claro tudo que sua ideia agregará diante desse investimento.

Infelizmente ainda existe o perigo de ver sua ideia sendo roubada.

Como Vender Uma Ideia Com Segurança

E se isso é um temor que atinge a maioria das pessoas, imagine o quanto situações desse tipo já não devem ter acontecido. Um empreendedor apresenta uma ideia, o investidor acaba não colocando o dinheiro e em pouco tempo ele usa seu dinheiro para colocar no mercado um produto semelhante.

Mas há jeitos de garantir sua segurança.

Aprenda como vender uma ideia

O primeiro deles deve sempre ser o licenciamento. Você tem uma ideia e um projeto, então procure os órgãos legais e licencie seu produto, se precavendo de que aquela ideia é sua.

Infelizmente, a burocracia, as vezes, pode te fazer esperar tempo demais para ter essa segurança, nesses casos existem jeitos de driblar isso.

Primeiro é importante documentar com fotos, explicações, plantas baixas ou esquemas, qualquer que seja sua ideia. Munido disso, registrar em um cartório comum mesmo já irá te garantir a data da concepção de sua ideia.

É lógico que isso pode não te resolver o problema logo de cara, mas, a longo prazo, em uma possível briga jurídica, pode contar a seu favor.

Outro jeito é colocar seu produto no mercado, mesmo que seja em um mercado menor, já que a oficialização da compra e venda de seu produto ou ideia demonstra por meio de datas que aquilo já existia antes da sua copia.

Por outro lado, como em todos esses casos são suficientemente simples de serem realizados, é difícil hoje que algum investidor use desse subterfúgio para “roubar” sua ideia. Ainda mais em um mercado aquecido onde essas pessoas tem o dinheiro e estão mais preocupadas com o lucro daquilo do que com a dor de cabeça que tal ação irresponsável poderia trazer.

Com isso, não confiar em um investidor sério é um desserviço a sua ideia e você não deve ter medo disso. Mas de qualquer jeito, também não custa nada tomar essas preocupações.