Falar bem é fácil. Saber como falar bem não é mágica, nem é nato, é sempre o resultado de muito esforço e experiência. Falar bem exige que qualquer domine essa arte.

Quando você entende isso e descobre que conseguirá transformar o seu esforço em falar bem em algo real, ficará muito mais fácil aproveitar muitas das oportunidades que a vida já lhe dá. Falar bem resolve problemas e abre portas tanto na sua vida pessoal, quanto profissional.

Falar bem é treino, portanto, comece agora a experimentar essa possibilidade e dominar a arte da oratória. Quando suas palavras encantarem suas audiências, tudo fica muito mais fácil.

Aprendendo como falar bem!

A primeira coisa que você deve saber é que você não precisa contar apenas com sua inspiração, nem com as qualidades natas, não esqueça que 90% ainda é transpiração e trabalho. Portanto, não deixe de se esforçar.

Portanto, essa arte de falar bem não deve ser um problema, mas o resultado de um trabalho. E como todo trabalho, é preciso fazer ele bem feito.

O jeito mais eficiente de falar bem é entender que toda boa fala passa por uma intensidade coerente com a mensagem e uma velocidade que permita que ela seja entendida. Falar muito baixo transmite insegurança, alto demais, assusta. É preciso encontrar o equilíbrio correto.

Além disso, sempre se preocupe com as pronúncias das palavras. Quanto mais fácil de entender tudo que você diz, mais fácil de prestarem atenção apenas no conteúdo e não nas suas palavras ditas erradas. E isso em qualquer lugar que você estiver.

Se adeque ao ambiente e à mensagem. Quanto mais na intensidade certa você falar, mais segurança passará. Assim como é preciso não falar rápido demais, muito menos devagar demais. Tudo está ligado ao bom senso e ao entendimento das demandas de seu público.

Ainda entendendo seu público, tente fazer o discurso que seu público quer ouvir. Se você falar com um grupo de acadêmicos, talvez não seja a melhor opção escolher um tom despojado, cheio de gírias e piadas. Do mesmo jeito, diante de um público popular e mais comum, não adianta tentar apostar em um tom acadêmico.

Um cuidado que deve ser tomado em todos lugares, do contrário, aquele bate-papo no cafezinho pode se tornar um momento muito mais chato do que deveria.

Você pode treinar pra aprender como falar

Mas, talvez, o jeito mais eficiente de falar bem é sabendo o que está falando. E se você acha que isso é um exagero, acredite, é muito mais comum do que parece. O que não falta por aí é gente fingindo saber de um assunto e se atrapalhando todo com as palavras.

Quando você sabe sobre o que está falando, estudou e viveu aquilo, fica muito mais fácil falar com segurança e clareza. Quando você domina o assunto pelo qual falará, com certeza falará bem sobre ele.

Conhecer o assunto ainda te ajuda a estar à vontade com o vocabulário e com a pronuncia das palavras ligadas ao assunto, afinal, está sempre dando de cara com elas. A clareza de suas ideias passará sempre pelo quanto eficaz você irá ser em transmitir suas ideias e mensagens.

Mas não se deixe levar pela ideia de encher sua fala com palavras difíceis e complexas, deixe seu vocabulário específico encontrar as opções mais simples e mais fáceis de serem compreendidas por todos. Não se repita e nem perca as oportunidades de fazer com que todos te entendam.

E quanto mais você amar o assunto, mais passará essa paixão através de seu discurso ou até fala mais simples. Você conseguiria falar horas sobre seu livro preferido ou filme da vida, portanto é mais que possível que esse amor por outros assuntos crie grande discursos. Só não se engane, todo assunto pode sim ser interessante, vai de você enxergar essa possibilidade e seguir por esse caminho.

Por fim, tenha começo, meio e fim. Se você está ministrando um curso ou comandando uma palestra, é preciso pensar nisso, não sair por aí simplesmente encavalando ideias que podem não chegar a lugar nenhum. Quando você sabe onde vai chegar, consegue seguir um caminho coerente e facilita que seu público entenda o que está dizendo.

Porém, não deixe isso parar por aí, até nas mais simples conversas, ter começo, meio e fim irá te ajudar fazer com que todos entendam perfeitamente o que você está dizendo. E fazer isso é bem simples.

Primeiro você apresenta o assunto, mostra sobre o que falará e posiciona o interlocutor dentro daquilo que você quer dizer. Assim que ele entender sobre o que você está falando, pode colocar sua opinião sobre o assunto, desenvolvendo ideias e fazendo com que o assunto ganhe mais corpo. No fim, resuma o que foi dito e deixa a impressão de que tudo foi esclarecedor e o assunto ainda pode ser mais e mais explorado. Às vezes, não ser o portador das últimas palavras pode fazer com que o interesse pelas suas ideias não termine tão cedo.

Falar bem é possível, sim!

Mesmo com tudo isso, ainda é preciso se preocupar com sua linguagem corporal. O que sua boca fala deve seguir aquilo que seu corpo está dizendo. Suas expressões e seu corpo passam uma mensagem tão interessante e clara quanto aquilo que você está falando.

Suas emoções podem até estar em sua narrativa ou em suas palavras, mas são seus gestos e seu corpo que irão fazer isso ser ainda mais enfático, seguro e coerente. Estar triste ou feliz não pode influenciar seu discurso, portanto, não deixe que seu corpo diga isso por você.

A postura certa passa a mensagem certa, o desconforto deixa claro o desconforto, portanto entenda seu corpo, não o deixe passar a mensagem errada. Treine sua linguagem corporal, faça com que isso seja uma ferramenta que ajuda a seu discurso ser ainda mais eficiente.

Antes de um discurso importante siga dicas comuns como não exagerar nas bebidas alcoólicas e muito menos as estimulantes. Tenha uma boa noite de sono, descanse e esteja atento aos sinais que seu corpo lhe dá antes desses momentos importantes.

Ainda falando em seu corpo, não cruze os braços e nem fique com as mãos no bolso como se estivesse entediado. Muito menos permita que gestos muito amplos sejam maiores do que o espaço que você ocupa. Esteja à vontade, mas não tão à vontade. Assim como tudo, equilíbrio é tudo e é só com muito treino que você consegue chegar nisso.

Por fim, não ache nunca que você está pronto, não deixe de aprender e nem de melhorar. Assim como não se permita nunca ignoras as críticas. Aprenda com as análises e com o feedback das pessoas ao seu redor.

Entenda o que deve ser corrigido, perceba suas qualidades enquanto tenta falar bem, mas se permita enxergar os defeitos e corrigir aquilo que não está fazendo de tão bem. Pergunte a opinião das pessoas e esteja pronto para escutar, corrigir e melhorar.

E não esqueça, falar bem não é algo nato, é preciso treinar e seguir uma trinca de ideias que revolucionará o seu discurso. Seja você mesmo, aja com naturalidade e não tente copiar ninguém. Ouça, preste atenção e não acha que ninguém está errado antes mesmo dela falar, toda opinião é válida e você deve crescer com ela. Do mesmo jeito que você deve ler bastante, quanto mais leitura, mais você desenvolverá suas ideias, seu vocabulário e suas frases.

Falar bem é fácil, só precisa querer e treinar. Experiência e esforço farão com que seu discurso fique melhor, seja no trabalho ou na vida particular, portanto, não perca as esperanças e se prepare para falar bem, só depende de você.