Criar uma apresentação nem sempre é algo simples de ser feito e, definitivamente, não é só ficar de frente para um público e falar. Além do conteúdo pertinente e interessante é preciso entender essa dinâmica e encontrar seu próprio público.

Você precisa fazer as pessoas se interessarem, e isso só acontece quando você descobre que toda apresentação tem um jeito de ser pensada, criada e, principalmente, um jeito dela se tornar um sucesso.

Mas não se preocupe, alguns passos garantem esse sucesso. Mais precisamente, são 9 passos que mudarão seu modo de enxergar o jeito de fazer apresentações.

É preciso criar uma base, simplificar a comunicação e atingir seu público. O impacto de sua mensagem não depende só do assunto, mas também de você. É você quem criará e fará isso funcionar.

Sair do zero é sempre um problema, mas você vai aprender a construir isso e nunca mais ter medo de criar uma apresentação. A segurança de saber onde está pisando é o melhor remédio para uma apresentação matadora.

O passo a passo de uma apresentação matadora

1° Passo – Você precisa ter uma ideia

Parece óbvio, mas muita gente ainda tem essa dificuldade. Você precisa realmente ter uma ideia para que se apresentação nasça. É o início de tudo e único caminho possível.

Entretanto, é bom sempre lembrar que a ideia sozinha não cria a apresentação, é você quem constrói isso. Mas de qualquer jeito, você precisa dela para saber onde quer chegar.

Um bom método de conseguir encontrar sua ideia matadora é anotar todas que vêm em sua cabeça. Ande sempre com um caderninho e anote. Ao final do dia, repasse-as, desenvolva algumas e corte o que acha que não é interessante.

Uma grande ideia pode não se tornar uma grande apresentação, mas uma grande apresentação só acontece diante de uma grande ideia.

Se você está fazendo uma apresentação encomendada, como para uma reunião por exemplo, use essa ideia para compor o assunto de um jeito que fique melhor para seu público, às vezes é apenas uma dinâmica diferente, às vezes é apenas um jeito inesperado de apresentar as informações.

2° Passo – Segmente

Sua ideia sozinha não se tornará uma apresentação, você deve fazer ela surgir como um interesse para seu público. O único jeito de fazer isso acontecer é lapidar essa ideia até chegar a um ponto menor e mais poderoso.

Imagine que sua ideia é como uma pedra preciosa. Quando encontrada, ela já vale alguma coisa, mas só passa a ter seu valor real quando é manipulada até se transformar naquela pedrinha linda que você tem em seu pingente.

Talvez você deva falar sobre os ganhos do semestre em uma apresentação, mas se vai falar apenas com o setor de vendas, talvez seja melhor focar nos ganhos ligados à venda e fazer com que seu público se interesse mais por sua apresentação.

Portanto, segmente. Lapide.

3° Passo – Encontre os ganhos

Não apenas os seus ganhos, mas também aquilo que seu público ganhará acompanhando sua apresentação. Talvez sejam apenas mais informações e possibilidade de planejamento, mas o que importa é que isso fique bem claro e seu público perceba logo de cara.

A ideia principal é que uma apresentação deve ajudar o público a ir de um ponto A a um ponto B, sendo que esse segundo ponto deve ser, justamente, o lugar onde você quer que elas cheguem.

É a quantidade de ganhos, informações, que faz com que o público se mantenha antenado e envolvido. Enquanto eles percebem que estão ganhando algo, continuam dentro daquela apresentação.

4° Passo – Planeje tudo

É hora de partir para a prática. Você precisa entender seu público-alvo, estudar e saber o quanto é importante o seu conteúdo e o método que você escolherá para a apresentação. E isso inclui entender seu preparo físico e mental.

Nessa hora é bom estudar seu público, entender o jeito que falam e se comunicam, descobrir o melhor jeito de fazer sua mensagem chegar a seu público de um jeito eficaz e poderoso.

Enumere tudo e tente enxergar o cenário maior onde está sua apresentação.

5° Passo – Descubra os recursos que tem

Não existe uma apresentação que não tenha recursos. É preciso saber tudo que você terá à disposição, local, equipamentos, duração e tudo mais que irá se tornar a forma de sua apresentação.

Você entenderá que existe uma dinâmica e deverá usar a isso a seu favor. Seja um power point ou lousa, energia e microfone. Liste tudo isso e tenha certeza de ter tudo a sua disposição.

Não se deixe nunca ser pego de surpresa e muito menos desperdice um recurso que poderá melhorar ainda mais sua apresentação.

6° Passo – Execute tudo isso

Esse passo é simples. Você deve montar sua palestra propriamente dita. Desde slides até mapas mentais, roteiro e tudo mais que envolve a hora de colocar em prática sua apresentação.

É nessa hora que você deve se preocupar em um início que chame a atenção e um final que seja interessante e conclusivo. Todos detalhes que envolvem o lado criativo de sua apresentação. E quanto mais interessante, mais eficiente.

7° Passo – Crie um piloto

Na TV, antes de um programa ir para o ar você deve criar um programa piloto, um tipo de teste que já mostra como será o programa em todos detalhes.

Portanto, treine sua apresentação. Faça um teste, nem que seja para você mesmo na frente do espelho. Se tiver uma plateia de amigos, melhor, mas se não tiver, não tem problema, o importante é você testar aquilo que será dito e como será dito.

8° Passo – Faça um checklist

Não adianta fazer tudo isso e esquecer de alguma coisa, portanto crie uma lista que contenha tudo que você precisará para sua apresentação. Tudo mesmo.

Desde aquilo que levará, o que usará para no show, roupa, material reserva e o que mais for necessário para sua apresentação. Não pode faltar nada. Separe então um pouquinho de tempo para checar todos esses itens.

9° Passo – Feedback

Se você não sabe o que as pessoas acharam de sua apresentação, nunca conseguirá melhorá-la para uma segunda vez. É importante ter a autocrítica, mas é mais importante ainda entender o que seu público achou.

Na maioria das vezes, uma conversa franca pós apresentação pode resolver esse problema, basta perguntar e interagir. Em outros momentos, com públicos maiores, a solução deve ser sempre uma ficha a ser preenchida.

Cada apresentação profissional é única!

É importante saber que mais cedo ou mais tarde você terá que fazer uma apresentação. Seja em uma reunião, apresentação de projeto ou relatório, na vida profissional, em algum momento você sempre precisará disso.

Mas também é bom dizer que, quando você consegue desenvolver um assunto do modo correto, tudo fica mais fácil. Se tem uma mensagem a passar, não pode ter medo de mostrar isso.

Portanto, usar todas ferramentas é a melhor solução para estabelecer uma comunicação perfeita. Imagens e informações precisam estar em sintonia e tudo precisa ser interessante para todos.

Toda apresentação é formada por uma ideia que encontra um público, mostra o que as pessoas ganharão com isso e entrega o que querem. Mas nenhuma apresentação existe sem um planejamento que leva em contas os recursos e a segurança de executar isso do melhor jeito.

Saiba que está falando com um público e respeite isso. Conte com eles, interaja, demonstre interesse e faça com que todos estejam com você, seja em uma pequena sala de reunião ou em um grande auditório.

Mostre a informação e garanta que tem as soluções e informações que querem, a apresentação matadora vem da junção de tudo isso em um mesmo lugar. Não importa o assunto ou as possibilidades que tem em mãos.

Ainda que algumas apresentações sejam mais importantes que outras, todas merecem o mesmo esforço e preparação, mas é importante saber que cada apresentação é única e você deve entender suas demandas.

É quando você entende que cada uma é única que todas ficam maiores e importantes.

Portanto, antes de qualquer apresentação, enquanto você ainda está fazendo-a, é que você precisa entender quem é seu público e tentar organizar suas ideias diante do que eles querem.

Você precisa se perguntar o que eles mais querem. Você nunca diz as mesmas coisas para duas audiências, mas é preciso entender isso. Por isso é tão importante as manchetes.

Mostre para seu público o que eles querem em poucas palavras, depois desbrave o assunto. Só continuam prestando atenção quando tiverem a atenção garantida em primeiro momento. Se você tem uma história e tem um público entenda o jeito de ligar os dois do melhor jeito.

Lembre-se que o visual é importante, mas a informação é mais e se as pessoas tiverem que ler o que você colocou no slide, ninguém vai prestar atenção em você. Entregue a informação e uma mensagem, o resto deve ser com você.

Por fim, lembre-se de você e de sua linguagem corporal. Conte uma história com segurança e todos quererão mais de sua apresentação.

As pessoas estão ali por você, portanto, seja a âncora de suas atenções e não perca nenhuma oportunidade.