Como ser palestrante? Essa é uma pergunta que ouço diariamente de muitas pessoas que têm conteúdo para transmitir a outras pessoas, mas não sabem como começar a palestrar ou se tem o perfil para isso. Eu acredito que o primeiro passo é ter em mente “quero ser palestrante”. Essa convicção ajuda a entender melhor o que é preciso para se tornar um profissional da área.

Com essa ideia, você precisa entender o que é uma palestra. Muitos dizem que uma palestra é uma fala ou apresentação que leva alguém do ponto A para o ponto B. Porém, que ponto B é esse? Se eu mudar a perspectiva de uma pessoa, mas não colocando-a dentro da perspectiva que imaginava com minha apresentação, eu tive sucesso? Isso é ser palestrante?

Por isso, eu gosto de dizer que ser palestrante é levar alguém do ponto A para o ponto que você deseja. Eu, por exemplo, comecei a minha trajetória como palestrante profissional treinando equipes de venda. O meu objetivo era tirar meu público do local em que estava – o ponto A – e levá-lo para uma motivação maior para vender ensinando novas técnicas de persuasão.

Se esse meu público não saísse de minhas palestras com vontade de vender e querendo aplicar as estratégias que ensinei, eu estava apenas levando eles do ponto A para o B e não do ponto A para o ponto que eu desejava.

Portanto, uma das primeiras para ser palestrante é entender melhor a função de uma palestra, mas, agora, vou falar de forma mais aprofundada sobre o que você precisa para se tornar um palestrante.

Quero ser palestrante, mas nãos sei por onde começar. Você precisa se comunicar!

Você se comunica, você pode palestrar!

Existe uma lenda de que é necessária uma grande estrutura para começar a palestrar. Você precisa criar slides, ter projetor, equipamento de ponta, vários modelos de microfone etc. Porém, isso tudo são recursos para palestras. Esses equipamentos e tecnologia não passam de perfumaria.

Sabe por que não passam de perfumaria? Um perfume bom pode te ajudar muito a ficar mais cheirosinho e com o estilo caprichado, mas, se você não tomar um bom banho, aquele perfume vai se misturar com o cheiro ruim do corpo e o resultado não será nada agradável. E é exatamente isso que acontece com quem busca tantos recursos, mas não treina o principal recurso: VOCÊ!

Isso mesmo. Você é o principal recurso necessário para ser palestrante. Todas as pessoas que se comunicam podem se tornar palestrantes e mudar a vida de mais pessoas. Eu sempre digo que todos podem palestrar. Mas, antes disso, você precisa responder as duas perguntas que faço neste vídeo:

Ser palestrante é muito mais que vender palestras

Outra fala que ouço de muitas pessoas é “quero ser palestrante, mas não sei como vender minhas palestras”. Eu não sei direito como isso surgiu, mas muitas pessoas acreditam que é preciso vender palestras para clientes para ser um palestrante profissional, mas não é bem assim que funciona.

Se pensarmos no universo corporativo, por exemplo, existem muitos palestrantes internos que estão focados apenas em fazer apresentações para as equipes das empresas em que trabalham. No meu curso de palestrantes, por exemplo, eu tenho recebido muitos líderes de equipes, vendedores, gerentes, empreendedores e funcionários do RH que buscam melhorar sua comunicação para fazer apresentações internas. E eu comecei em um caminho muito parecido.

O meu curso de vendas não foi formulado para ser vendido. Comecei a ser palestrante como vendedor de calçados e roupas de surfe. Tive uma rede de lojas por mais de duas décadas, onde aprendi na prática diversas estratégias de vendas e persuasão. Eu decidi reunir todas essas lições em um treinamento para a minha equipe de vendedores. E assim surgiu o método Revoluciona Vendas.

A minha estratégia era oferecer treinamentos constantes para a equipe de vendas para que pudesse aumentar os resultados de meus funcionários e das minhas lojas. Eu realizava palestras constantemente, levava pessoas do ponto A para o local que eu desejava, mas não vendia minhas palestras.

O resultado desses treinamentos que criei foram tão impactantes que muitos amigos lojistas se interessaram pelas minhas palestras. Eles passaram a me contratar para levar o mesmo conteúdo para suas equipes.

Ser palestrante é muito mais do que vender palestras. Se você faz um pitch de vendas eficiente e convence o cliente a comprar seu serviço ou ideia, você está fazendo uma palestra de sucesso. Se você faz apresentações para motivar sua equipe de trabalho, você é palestrante.

Vamos acabar com este mito de que ser palestrante é vender palestras. Afinal, tem muitos treinadores internos e vendedores que entendem muito mais de comunicação do que muitos palestrantes profissionais.

Quero ser palestrante, mas não tenho o dom!

“Quero ser palestrante, mas não tenho o dom”

Este é um outro mito que preciso desconstruir sobre ser palestrante. Muitas pessoas têm a ideia de a maior parte das nossas habilidades são dons. Nós nascemos pré-dispostos a ser bom em algo e pronto. Nosso futuro está definido. Mas não é bem assim que funciona.

Todas as nossas habilidades são resultado de técnica. E técnica é treino. Eu já perdi a conta de quantas vezes fiz minha palestra de vendas, mas toda vez treino-a novamente para melhorar cada vez mais. Além disso, filmo minhas apresentações sempre que possível para saber quais são os pontos que estou errando e os que estou acertando.

Steve Jobs era considerado um grande comunicador e um excelente vendedor. As suas apresentações para anunciar novos produtos da Apple eram seguidas por milhares de pessoas. Mesmo que não fossem comprar seus produtos, elas queriam ver aquele cara falando. Mas o que poucas pessoas sabem é que ele treinava entre 100 e 150 vezes cada uma das suas apresentações. Isso é dom?

Outro grande talento da comunicação é Michael Jackson. Ele encantou o mundo com suas músicas, capacidade vocal e uma grande habilidade para dançar. Isso tudo era reunido em um show incrível que encantava qualquer um que assistisse. Porém, ele treinou muito para chegar a este nível. Seu pai, quando criança, fazia-o ensaiar horas por dia com seus irmãos. E foi assim até sua morte. O documentário This Is It mostra como ele treinava à exaustão para apresentar sempre o melhor.

Até mesmo por respeito a toda trajetória desses ídolos da comunicação e suas horas de treinamento, precisamos parar de falar em dom quando procuramos como ser palestrante e focar mais na habilidade, que é resultado de treino e prática. Afinal, o treino é o único caminho para ser palestrante.